Histórico

          Miguel Vieira de Novaes foi o primeiro habitante do local onde hoje se ergue a cidade. Oriundo de um aglomerado urbano chamado de Pai Mané, atualmente pertencente ao município, Miguel chegou ao lugar no ano de 1907.

          Após algum tempo, as obras de construção da estrada interligando Delmiro Gouveia a Maceió atingiram aquela área. Por ser muito conhecido no lugar, Miguel Vieira foi designado como chefe da turma responsável pelos trabalhos naquele trecho. Aproveitando a oportunidade, ele construiu um barraco no local onde hoje está situada a Praça da Independência e ali estabeleceu um comércio com uma pequena hospedaria.

          Um dos elementos mais fortes do bando de Lampião, o Corisco, comandou um ataque à região com um grupo de cangaceiros em 1936. Nesse período, a localidade denominava-se Garcia, em virtude de um riacho do mesmo nome que passa por lá.

         Por esta época, Júlio Firmino Lima chegou a Garcia trazendo mais operários para os trabalhos da rodovia. Foi o responsável pela criação da primeira feira do local. A partir daí, o povoado prosperou bastante.

         O progresso culminou com a autonomia municipal, adquirida em 7 de junho de 1960, pela Lei nº 2.238. Desmembrado de Major Isidoro, o município foi instalado oficialmente em 8 de julho do mesmo ano.

          O primeiro prefeito foi Tibúrcio Soares da Silva, nomeado em caráter provisório para o período de 1960-61. Já o primeiro prefeito eleito pela população foi Antônio Francisco Cavalcante, que cumpriu mandato de 1961 a 1966.

            Na luta pela emancipação política, destacaram-se Benedito Barbosa, João Farias Porangaba, Antônio Francisco Cavalcante e Deoclécio Ferreira de Souza.

          Sob o ponto de vista eclesiástico, o município pertence à jurisdição da Diocese de Palmeira dos Índios. Está integrado à Paróquia da Senhora Santana, da cidade de Santana do Ipanema. O padroeiro local é São Sebastião, mas a comunidade católica festeja também Nossa Senhora de Fátima (13 de maio), São João Batista (24 de junho), São Pedro (29 de junho) e Padre Cícero (20 de julho).

Redes Sociais